Linha de separação


7 de maio de 2013

Razões da dita Austeridade


DN- 07 de Maio de 2013

Canas denunciado por Duarte Lima

O negócio de Francisco Canas na loja “Montenegro e Chaves” corria de vento em popa até ao dia em que Duarte Lima decidiu contar ao procurador Rosário Teixeira como funcionava o esquema. Além de conseguir trocar a prisão preventiva na cadeia anexa à Judiciária com a obrigação de permanência na habitação, Duarte Lima acabou por dar ao MP um filão: investigar um esquema de fraude fiscal em massa, o qual, contas feitas, terá subtraído aos cofres das Finanças 100 milhões de euros. Porém, a investigação a este caso não se ficou por aqui. Escutas telefónicas levaram ainda o MP ao processo de privatização da EDP. O banqueiro José Maria Ricciardi foi constituído arguido

1 comentário:

Rogério Pereira disse...

Dom Januário Torgal Ferreira, perguntava para onde foi o dinheiro... acho que ele e o povo cristão vai sabendo para onde as notas vão...